Agrícolas > CASE IH

 

HISTÓRIA DA CASE IH – TRADIÇÃO DE LIDERANÇA

 

A Case IH representa um pouco de cada uma das grandes marcas de equipamentos agrícolas que se uniram para fazer parte da sua história e da sua evolução. O começo desta jornada deu-se em 1842, quando a mecanização da agricultura começava a nascer. Jerome Case fundou em Racine, cidade do estado do Wisconsin, Estados Unidos, a “Threshig Machine Buildings”, uma fábrica de ceifeiras.

As máquinas da Case separavam os grãos e debulhavam dez vezes mais trigo que os métodos manuais. Isto representou um avanço que mudaria o curso da história da mecanização agrícola mundial. Em 1869, Jerome Case fabricou seu primeiro motor a vapor, adoptando, a partir de então, como marca a “Old Abe” – o poderoso símbolo patriótico da Guerra Civil Americana – que, em 1886, já era o maior fabricante de máquinas a vapor do mundo.

Presente nos mercados onde a agricultura é mais avançada, a Case IH desenha, desenvolve e cria padrões de referência na tecnologia agrícola, oferecendo soluções para todas as necessidades do sector, demonstrando assim por que foi e é sinónimo de tecnologia.

 

1831 – Cyrus Hall McCormick inventa a ceifeira mecânica.

 

1831 – Cyrus Hall McCormick faz uma demonstração de sua ceifeira mecânica na Steele's Tavern, Virginia. A ceifeira podia cortar 10 acres por dia – o equivalente ao trabalho de cinco homens. Posteriormente, ele acrescentou um recurso de auto recolha que permitia que um homem cortasse 40 acres num dia. A ceifeira só foi patenteada em 1834.

 

1842 – Jerome Increase Case funda a Racine Threshing Machine Works em Racine, Wisconsin.

 

1848 – Cyrus Hall McCormick funda a McCormick Harvesting Machine Company em Chicago, Illinois.

 

1851 – A ceifeira mecânica da McCormick ganha a Medalha de Ouro na Exposição Real no Palácio de Cristal em Londres, Inglaterra. A McCormick entra no mercado europeu.

 

1863 – Jerome Increase Case funda a J.I. Case and Company. Associa-se a três sócios: Messena Erskine, Robert Baker e Stephen Bull. Tornam-se conhecidos como "Os Quatro Grandes".

 

1869 – A J.I. Case and Company produz o primeiro tractor com motor a vapor. O Old No. 1 (Velho Nº 1) está exposto no museu Smithsonian Institution. O tractor está montado sobre rodas, mas ainda puxado por cavalos, sendo usado apenas com motor estacionário.

 

1871 – O Grande Incêndio de Chicago destrói a fábrica original da McCormick. A Case oferece-se para fabricar máquinas para a McCormick, mas a McCormick recusa e constrói uma fábrica maior a sudeste de Chicago, chamada McCormick Works.

 

1874 – A McCormick agrega à ceifeira um dispositivo de aço para enfardamento mecânico. Começa a produzir para a colheita de 1877.

 

1876 – A Case fabrica o primeiro motor a vapor auto propulsado. Entretanto, os cavalos ainda são usados para o arranque do motor.

 

1882 – A McCormick constrói a primeira ceifeira McCormick Daisy.

 

1884 – Jerome Increase Case faz uma visita pessoal a uma fazenda em Minnesota que tinha uma ceifeira com uma avaria, que nem o fazendeiro nem o concessionário local conseguiam reparar. O próprio Case tentou consertar a máquina. Entretanto, incapaz de de o fazer, pegou fogo à máquina e deu uma nova ceifeira ao fazendeiro. Case ficou revoltado porque uma ceifeira com avaria havia saído da sua fábrica.

 

1886 – Case torna-se o maior fabricante mundial de motores a vapor.

 

1892 – A Case constrói o primeiro tractor a gasolina, chamado de “Trator Paterson”. A Case é o primeiro dos fabricantes de ceifeiras a construir um tractor a gasolina. No entanto, não teve sucesso, pelo que a Case não construiu mais nenhum tractor a gasolina até 1911.

 

1902 – Em 28 de julho de 1902 foi fundada a International Harvester Company a partir da fusão da Deering Harvester Company, da Plano Manufacturing Company, da Champion Line e da Milwaukee Harvester Company. A International Harvester representava 90% do negócio de enfardamento de grãos. O poder de voto era controlado por Cyrus McCormick, Jr., Charles Deering, George Perkins e J.P. Morgan, que organizou e financiou a consolidação.

 

1905 – Foi fabricado o primeiro tractor de direcção por fricção da International Harvester Company usando o famoso motor a gasolina estacionário da International Harvester e um chassi Morton.

 

1910 – A International Harvester lança o trator Titan. Foi dado o nome de “Titan”, em referência ao personagem mitológico grego que era “de um tamanho gigantesco e tinha enorme força”. Iniciava assim o legado dos tractores da International Harvester: tamanho e força.

 

1911 – A Case lança o primeiro tractor a gasolina –O 30-60.

 

1919 – A International Harvester desenvolve a primeira tomada de força (PTO) comercial.

 

1923 – Bert Benjamin constrói o primeiro tractor para cultivo regular, o Farmall, e requer a patente no mesmo ano. Ele torna-se conhecido como o "Farmall Regular". O tractor tinha um desenho revolucionário, com uma elevada relação peso/potência, dianteira estreita com uma única roda de guia e um sistema de direcção preciso. Transformou-se num sistema unificado de tractores e implementos agrícolas para arar, cultivar e colher.

 

1936 – O Vermelho Harvester #50 foi adotado para todos os tractores, máquinas e unidades de força da International Harvester a 1º de novembro de 1936.

 

1939 – A International Harvester lança a segunda geração do Farmall – a Série Letter – a 19 de agosto de 1939. Esta série incluía os tractores A e B (de pequeno porte), H (de médio porte), e M (de grande porte).

 

1943 – A International Harvester constrói a primeira ceifeira de algodão de sucesso. A “Old Red” foi montada num trator Farmall H. Ambos foram doados para exposição no museu Smithsonian Institution.

 

1954 – A nova Série Number do trator Farmall entra em produção, substituindo a Série Letter.

 

1958 – John Steiger e os filhos Douglas e Maurice construíram, no seu celeiro, em Red Lake Falls, Minnesota, durante o inverno de 1957-58, o primeiro tractor Steiger. A família precisava de um tractor com potência maior do que era oferecido comercialmente. O tractor, pesava cerca de 6.803kg e foi usado nas operações agrícolas da família Steiger durante 10 anos.

 

1958 – Loren Tyler funda a Tyler Manufacturing e produz aplicadores e dispersores a seco.

 

1962 – A International Harvester lança os modelos Farmall and International 706 e 806 com um novo desenho de maior potência e fiabilidade duradoura.

 

1963 – A Case tem 125 distribuidores, com subsidiárias no Reino Unido, França, África do Sul, Brasil e Austrália, e 15 empresas licenciadas em outros países. Vinte por cento da produção nos Estados Unidos é para exportação.

 

1963 – A família Steiger decide iniciar a produção comercial de tractores, com Douglas Steiger como designer-chefe e Maurice Steiger como chefe de produção.

São desenhadas e produzidas cinco unidades no celeiro da família, sendo vendidas comercialmente. Os tractores da marca Steiger são pintados com uma cor verde clara.

 

1965 – A International Harvester lança o Farmall e International 2106. É o primeiro tractor para cultivo regular com mais de 100 HP.

 

1969 – O logotipo da águia da Case é substituído por um logotipo novo e mais moderno.

 

1971 – A International Harvester lança a série International Farmall 66, equipada com um novo motor V-8.

 

1974 – A Divisão de Equipamentos Agrícolas da Case muda suas cores de Vermelho Flambeau e Areia do Deserto, que eram usadas desde 1954, para Vermelho Power e Branco Power.

 

1977 – A International Harvester introduz o conceito de ceifeira rotativa Axial-Flow, com suas ceiferas modelos 1440 e 1460. A tecnologia Axial-Flow melhorou a qualidade da debulha e do grão, além de usar menos peças, com a consequente facilidade de manutenção. A empresa gastou 56 milhões de dolars e um milhão de homens/hora para desenhar, produzir e testar o conceito. Posteriormente, todos os restantes grandes fabricantes de equipamentos desenvolveram alguma versão do conceito de ceifeira rotativa, no qual a International Harvester foi pioneira.

 

1980 – A International Harvester produz o inovador tractor articulado 2+2 para colheitas em fila, ficando o operador sentado na metade traseira do trator.

 

1982 – É lançado o tractor Steiger Panther 2000. É o primeiro modelo a ter uma transmissão powershift de 12 velocidades, controlos electrónicos, uma confortável cabine deluxe e sistema hidráulico PFC.

 

1983 – A Case muda a cor dos tractores da série 94 para preto e branco. Os regulamentos governamentais proíbem o uso de tinta com chumbo e todas as tintas vermelhas e amarelas continham chumbo.

 

1984 – A Case lança uma nova linha de tractores da série 94 com tração às quatro rodas, incluindo a mais poderosa máquina que a empresa alguma vez havia produzido, o Modelo 4994. Este modelo vinha equipado com um motor V-8 turbo-alimentado com potência de 400 hp brutos.

 

1985 – O Departamento de Justiça dos Estados Unidos aprova a aquisição da International Harvester pela Case. A nova organização –Case IH – transforma-se no segundo maior fabricante de equipamentos agrícolas. A aquisição resulta em maior presença no mercado, uma linha de produtos mais ampla e uma organização de concessionários muito mais abrangente.

 

1986 – A Steiger Tractor Incorporated declara falência devido aos problemas do sector agrícola mundial. Com a fábrica da Steiger a trabalhar a apenas 25% da capacidade, a Tenneco Inc.– então controladora da Case IH – compra a Steiger.

 

1988 – A Case IH lança o tractor Magnum – a primeira máquina inteiramente nova resultante da combinação da engenharia da International Harvester e da Case.

 

1988 – São produzidos os primeiros tratores vermelhos Série 9100 da Case-IH Steiger. A Case continua a produzir os tractores Steiger verdes até 1989.

 

1988 – A revista Fortune inclui as ceifeiras, semeadoras e retroescavadoras Case entre os melhores produtos fabricados nos Estados Unidos.

 

1995 – A Case IH oferece o Sistema Agrícola Avançado (Advanced Farming System - AFS). Este sistema agrícola de precisão de última geração permite que o operador monitorize o rendimento de sua colheita com tecnologia de satélite para maximizar a produtividade.

 

1996 – A Case IH adquire o controlo da Steyr Landmaschinentechnik GmbH de St. Valentin, Áustria, um fabricante de tractores especialmente desenhados para regiões agrícolas montanhosas.

 

1996 – É lançado o tractor Steiger Quadtrac. Esta máquina de 360 hp possui quatro accionamentos separados que trabalham independentemente de modo a proporcionar um maior contacto com o solo. O novo projecto reduz a compactação do solo e proporciona maior tração e menos deslizamento.

 

1997 – É produzido 40.000º tractor Steiger.

 

1998 – A Case IH amplia sua presença no Mercado de equipamentos de aplicação com a aquisição da Tyler Manufacturing.

 

1999 – A Case IH passa a fazer parte da CNH.

 

2000 – O tractor MX270 estabelece novos recordes em cultivo regular no Laboratório de Testes da Universidade de Nebraska.

 

2003 – A empresa anuncia o regresso da marca Farmall com o lançamento dos novos tractores série D e DX.

 

2003 – Sai da linha de produção de Racine, Wisconsin, o 100.000º tractor Magnum.

 

2003 – O Primeiro-ministro em Exercício da Federação Russa e Ministro da Agricultura Alexei Gordeyev, juntamente com uma delegação de dignitários russos, visita a sede da Case IH em Racine, Wisconsin, para discutir futuras oportunidades de negócio.

 

2005 – O tractor STX500 Steiger Quadtrac quebra o recorde mundial de aragem, trabalhando 792 acres (321 hectares) de terra em apenas 24 horas.

 

2006 – Os carros da equipe Ferrari exibem de forma destacada a publicidade da Case IH durante o Grande Prémio do Canadá de Fórmula 1 em Montreal, em 25 de junho de 2006 e no Grande Prémio dos Estados Unidos em Indianápolis, em 2 de julho de 2006.

 

2006 – A Case IH anuncia uma nova tecnologia de formação de módulos onboard para a colheita de algodão. O Module Express 625 da Case IH é a primeira ceifeira comercial de algodão com a capacidade de formar módulos ao mesmo tempo que colhe, economizando tempo, mão-de-obra e capital.

 

2007 – Os equipamentos Case IH são aprovados em todos os países para o uso de cinco por cento (B5) de um combustível biodiesel aprovado, mantendo o mesmo desempenho alcançado com combustível comum. Dependendo de manutenção adequada e dos requisitos de combustível, o uso de combustíveis com 20% de biodiesel (B20) é aprovado para mais de 90% dos modelos vendidos na Europa e América do Norte. E aproximadamente metade dos modelos vendidos em todo o mundo, incluindo a famosa ceifeira Axial-Flow 8010, estão aprovados para o uso de 100% de biodiesel (B100) de acordo com protocolos apropriados.

 

2010 – A Case IH entrega o primeiro tractor do mundo a cumprir as novas regulamentações de emissões Tier 4A para equipamentos para a agricultura da Environmental Protection Agency (EPA, agência de protecção ambiental) dos Estados Unidos. O motor da nova série Magnum utiliza Selective Catalytic Reduction (SCR, redução catalítica selectiva) para reduzir as partículas e os óxidos de nitrogénio nas emissões e, ao mesmo tempo, aumentar a potência e melhorar a eficiência e durabilidade do combustível.